quarta-feira, 2 de setembro de 2009

Coisas que me fazem alguma confusão - XXI

Quando se trata de dar conselhos amorosos a maioria das pessoas têm uma grande sabedoria e sabe sempre o que faria naquela situação, mas quando realmente chega a vez de colocar os conselhos, que em tempos já deu a alguém, em prática o caso muda logo de figura e arranjam-se mil e uma desculpas para não os seguirem.

È o típico: “Faz o que eu digo, não faças o que eu faço!”


Nota: As férias foram óptimas e maravilhosas! Foram tão boas que não tenho muito mais para dizer e por isso não vou fazer um post sobre elas. Faço-o também por respeito às pessoas que ainda não tiveram férias ou que nem sequer vão ter.
Sou uma querida ;) lolol

7 comentários:

Indecisa disse...

Pois és uma querida mesmo! :)

bjinhooooo

Lia disse...

se os conselhos fossem bons, n se davam, vendiam-se...

Lillipops disse...

As pessoas que estão por fora têm uma melhor percepção do que se passa mas no que diz respeito à dificuldade de passar à acção isso já lhes passa ao lado.
Mas acho que se as pessoas aconselham não é para o nosso mal.

disse...

Por um lado quem está de fora vê tudo com mais clareza. Por outro lado só quem as passa sabe exactamente do que se trata - sob pena de ter a visão toldada pela emoção, claro.

Devemos ficar num intermédio. Ouvir quem nos quer chamar à razão, mas em última instância seguir o nosso próprio instinto. Se batermos com a cabeça..oh, paciência, uma contusãozinha nunca fez mal a ninguém :p

Seja bem regressada ;)

Hyndra disse...

LOLOL

Há coisas que é melhor ficarem connosco mesmo! (isto em respeito às férias).

E no que diz respeito aos conselhos amorosos... é sempre mais fácil falar do que fazer e é sempre mais fácil analisar quando se está de fora.

Lu.a disse...

És uma querida! Desesperada como ando por férias, se escrevesses sobre as tuas provavelmente desataria a chorar, lol!

Susaninha disse...

É MESMO...
É IRRITANTE...
Porque será que as pessoas não se olham ao espelho???